Mogi das Cruzes
Mogi das Cruzes
Suzano
Bititiba Mirim
Segunda à Sexta das 8h00 às 18h00 Rua Profa. Leonor de Oliveira Melo, 94 Jd. Santista
Segunda à Sexta das 8h00 às 17h30 Rua Sara Cooper, 484 Jd. Santa Helena
Plantão Sexta 8h30 às 12h30 e 13h30 às 17h30 Rodovia Alfredo Rolim de Moura, 190, sala 1
Mogi das Cruzes
Suzano
Bititiba Mirim

Espaço cultural

Poesia é um gênero literário caracterizado pela composição em versos estruturados de forma harmoniosa

Significado de Poesia

Poesia é um gênero literário caracterizado pela composição em versos estruturados de forma harmoniosa. É uma manifestação de beleza e estética retratada pelo poeta em forma de palavras.
No sentido figurado, poesia é tudo aquilo que comove, que sensibiliza e desperta sentimentos. É qualquer forma de arte que inspira e encanta, que é sublime e bela.
Existem determinados elementos formais que caracterizam um texto poético - como por exemplo, o ritmo, os versos e as estrofes - e que definem a métrica de uma poesia.
A métrica de um poema consiste na utilização de recursos literários específicos que distinguem o estilo de um poeta.
Os versos livres não seguem nenhuma métrica. O autor tem liberdade para definir o seu próprio ritmo e criar as suas próprias normas. Esse tipo de poesia é também designada por poesia moderna, na qual se destacam elementos do modernismo.
A poesia em prosa também dá autonomia ao autor para compor um texto poético não constituído por versos (desde que haja harmonia, ritmo e a componente emotiva inspirada pela poesia).
Ao longo dos séculos, a poesia tem sido usada como forma de expressar os mais variados sentimentos, como o amor, amizade, tristeza, saudade, etc. Alguns dos poetas mais famosos da língua portuguesa são: Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade, Luís de Camões, Vinicius de Moraes, etc.

PATO OU ÁGUIA? VOCÊ DECIDE!

Eu estava no aeroporto quando um taxista se aproximou.
A primeira coisa que notei no táxi foi uma frase, logo li:
- Pato ou Águia? Você decide.
A segunda coisa que notei foi um táxi limpo e brilhante, o motorista bem vestido, camisa branca e calças bem passadas, com gravata.
O taxista saiu me abriu a porta e disse:
“Eu sou João, seu chofer”. Enquanto guardo sua bagagem, gostaria que o senhor lesse neste cartão qual é a minha missão.
No cartão estava escrito: Missão de João - Levar meus clientes a seu destino de forma rápida, segura e econômica, oferecendo um ambiente amigável.
Fiquei impressionado.
O interior do táxi estava igualmente limpo.
João me perguntou:
"O sr. aceita um café?" Brincando com ele eu disse: "Não, eu prefiro um suco". Imediatamente ele respondeu:
“sem problema”.
“Eu tenho uma térmica com suco normal e também diet, bem como água” também me disse:
"Se desejar ler, tenho o jornal de hoje e também algumas revistas."
Ao começar a corrida João me disse
"Essas são as estações de rádio que tenho e esse é o repertórios que elas tocam." Como se já não fosse muito, o João ainda me perguntou se a temperatura do ar condicionado estava boa.
Daí me avisou qual era a melhor rota para meu destino e se eu queria conversar com ele ou se preferia que eu não fosse interrompido.
Eu perguntei:
"Você sempre atende seus clientes assim?" "Não", ele respondeu.
"Não sempre. Somente nos últimos dois anos. Meus primeiros anos como taxista passei a maior parte do tempo me queixando igual aos demais taxistas.
Um dia ouvi um doutor especialista em desenvolvimento pessoal. Ele escreveu um livro chamado Quem você é faz a diferença. Ele dizia: Se você levanta pela manhã esperando ter um péssimo dia, certamente o terá.
Não seja um PATO!
Seja uma ÁGUIA!
Os patos só fazem barulho e se queixam, as águias se elevam acima do grupo. Eu estava todo o tempo fazendo barulho e me queixando.
Então decidi mudar minhas atitudes e ser uma águia. Olhei os outros táxis e motoristas.
Os táxis sujos, os motoristas pouco amigáveis e os clientes insatisfeitos.
Decidi fazer umas mudanças. Como meus clientes responderam bem, fiz mais algumas mudanças.
No meu primeiro ano como águia, dupliquei meu faturamento. Este ano, já quadrupliquei.
O senhor teve sorte de tomar meu táxi hoje. Já não estou mais na parada de táxis. Meus clientes fazem reserva pelo meu celular ou mandam mensagem. “Se não posso atender, consigo um amigo taxista “águia” confiável para fazer o serviço”.
João era diferente. Oferecia um serviço de limusine em um táxi normal. João, o taxista, decidiu deixar de fazer ruído e queixar-se como fazem os patos e passou a voar por sobre o grupo, como fazem as águias.
Não importa se você trabalha em um escritório, com manutenção, professor, servidor público, político, executivo, empregado ou profissional liberal ou taxista!
Como você se comporta? Se dedica a fazer barulho e se queixar? Ou está se elevando acima dos demais?
Lembre: A DECISÃO É SUA
Essa chave só abre pelo lado de dentro!
E CADA VEZ VOCÊ TEM MENOS TEMPO PARA MUDAR!
Este ano não terá nada de novo se nós não tivermos atitudes novas!
Que possamos ser melhores pais, melhores maridos melhores esposas, melhores mães, melhores filhos, melhores cristãos!
Que não venhamos a repetir os erros do passado!
Que possamos abraçar mais, elogiar mais, agradecer mais!
Que Jesus possa nos dar a sabedoria necessária, para podermos ser Águias, fazendo grandes voos e vivermos num mundo melhor e de muita paz!!!!

A SAÍDA

Oi gente vou relatar pra vocês como e quando foi a minha a saída do meu sertão alagoano.

O ano é 69,
Uma data muito boa,
Completei 23 anos,
E não quis ficar á toa,
E não em terra da garoa.

Larguei mão da minha tralha,
Da pecuária e do roçado,
Me infiltrei no comércio,
Mesmo um pouco acanhado,
Por não ter experiência,
E não estar capacitado.

Não dei bola pra chacotas,
E menos pra gozação,
Com coragem e ousadia,
Fui pra trás de um balcão,
Atendendo desde o rude,
Até o tabelião.

Com este jeito de ser,
Clientes fidelizei,
No início fui rejeitado,
Coisa que eu detestei,
Por isso não desisti,
E minha meta alcancei.

No ano 71,
As coisas não foram bem,
Tomei uma decisão,
E o Zé dos Santos também,
E fomos pra Fortaleza,
Ver as coisas mais além.
Retornamos, não deu certo
Só sei que foi divertido,
Farra, namoro e paquera,
Com jeito bem atrevido.
Devíamos ter persistido

Ao trabalho anterior,
Eu não quis voltar no momento,
Fui enfrentar outra área,
E fazer recenseamentos,
E no fim do ano deixei,
Santana com sentimento.

Sem querer deixei Santana,
Com dor no meu coração,
Não despedi dos amigos,
Pois tinha forte emoção,
Rumando para São Paulo,
Com muita disposição.

No início foi difícil,
A minha adaptação,
Andava de déu em déu,
Buscando confirmação,
Se ficava ou retornava,
pra este amado sertão.

Lourenço

Suzano 15/11/2004.

COMUNICAR É

Comunicar-se, por quê?

Interessante: Outro dia, ao fazer uma retrospectiva percebi que boa parcela da humanidade sofre da chamada síndrome da metamorfose da comunicabilidade.
Pensando nisso, lembrei –me desta historia ; Certa vez, um homem , em uma viagem a Papua, Nova Guiné,foi vitima um naufrágio , do qual foi o único sobrevivente.
Brasileiro, latino –americano, em Nova Guiné, diante de um povo que falava mais de 700 dialetos e línguas menos o português.Não havia ninguém para lhe dar “bom dia” Desejar-lhe um “vá com Deus” ou ainda lhe oferecer um aperto de mão. Ah, como ele gostaria de fazer isto, um milhão de vezes por dia! Mas, agora, não podia. Eles não o entendiam.O que faria?
Com muito custo, conseguiu carona em avião soviético para voltar a sua terra natal. Não fez qualquer esforço para se comunicar ; já havia conseguido o seu Objetivo: sair de Papua, Nova Guiné. Ocorre que novamente, foi vítima de um desastre aéreo em que somente ele sobreviveu. Desta vez, porém ,seu destino foi os campos gelados da Sibéria, em pleno Ártico ou melhor ainda, próximo ao inatingível Monte Ararat.
Ah, quem dera lá este come avistasse a Arca de Noel! Pois segundo alguns historiadores, foi lá que ela teria ficado encalhada. A princípio, a comunicação seria impossível, mas ainda existiria uma chance .
Talvez, ele também pudesse se comunicar com algum condenado à prisão perpetua, mandado ao Ártico pelo seu país de origem. Porém, isso também parecia difícil, já que a existência ali seria muita curta, por conta das condições climáticas e da falta de comunicação.
E agora só restaria àquele homem, comunicar-se com o tão exuberante urso polar Ártico. Só que, diante da imensidão do gelo polar e da brancura daquela criatura indomável, ele continuou calado, sem poder se comunicar.
Na comunidade, no trabalho e em vários segmentos da sociedade, as pessoas se negam a dar um “bom dia”, ignorando quando tentam lhes desejar boa sorte, torcem a cabeça ou fingem descaradamente não percebem os outros e se recusam até a ouvir um “vá com Deus”. E isto acontecem todas os quadrantes da Terra. As pessoas no início deste novo milênio ainda dizem : “Hoje não quero falar com ninguém”! , Quero me isolar do mundo “,” Não estou para ninguém “!”.Hoje eu queria ser uma ilha no meio do Pacífico!” Queria tudo, menos me comunicar!”
Interessante. Aquele que nos criou fê-lo com tanta inteligência e boa vontade que, mesmo sendo imperfeitos, somos capazes de ,através dos sentidos, de forma quase, despercebida, permitir que haja comunicação. Você já pensou neste dom privilegiado? Já pensou que o Criador também deu a cada um livre arbítrio para usá-la da maneira que mais lhe convier? Portanto, jamais fique sem se comunicar! Reflita sobre os momentos em que pessoas e alguns “bons dias” e pense na possibilidade de um dia estar completamente isolado no mundo, nos confins da terra, no meio de um povo, sem qualquer possibilidade de comunicação.

Adão Lourenço Filho é agente de pastoral da paróquia do Bom Pastor em Suzano.

CONHECER O SERTÃO

Viver no sertão é isto
Amigos se não conheces
Se queres ter certeza
Visita e faz uma prece
Pra todos os sertanejos
Que lá nasce, vive e cresce

Que a tua nobre visita
Naquele solo escaldante
Que bem gravado ela fique
Em sua mente brilhante
Da receptividade
E muitas cenas marcantes

O sertanejo te recebe
Com honraria e respeito
Te chamando de doutor
E ainda não satisfeito
Te acolhe e fica contente
Quando você diz aceito

Te oferece um bom almoço
Na singela moradia
Se doa em tudo pode
Pra te propor alegria
Se possível no chão dorme
Pra te dar mais mordomia

É lá no bruto sertão
Que a vida é dura e hostil
Vivendo em suas aldeias
Com dificuldades mil
Com muita moça bonita
E caboclos que não são vil

Trabalha no sol a pino
Sem procurar uma frança
Cultiva bem sua terra
Que teve boas herança
Aquele bondoso solo
Que ama com esperança

Que todos sejam bem vindos
Do Sul, do Centro ou Sudeste
Subindo lá para para Norte
A coisa não se inverte
Conclamo que vale a pena
Conhecer de perto o Nordeste

Lourenço

Suzano-SP Agosto /2005

EM VÃO SONHEI

Sonhei que estava te vendo
Linda sublime e envolvente
Desfilando em passarela
Demonstrando sutilmente
Tuas madeixas caídas
Em teus ombros reluzentes

Meu semblante emudeceu
Por andar delicado
Teus passos bem decididos
Charmosos e bem cobiçados
Com teus olhar firme e sério
Me deixando enfeitiçado

Te procurei em meu sonho
Fui onde não deveria
Buscando ser transcendente
Curtindo até nostalgia
Rastreando pelo amor
Que só em sonho existia

Fui procurar pelas ninfas
As deusas do oceano
Questionando morfeu
Em seu reino soberano
Os estágios que vivi
No sono e o abandono

Atravessei continentes
Busquei no gelo polar
Na crosta, no ar, na flora
Ninguém soube me explicar
Aonde que você mora
E se lá posso chegar.

Em Atenas eu parei
Minha exaustão disse chega,
Respondi pra meu instinto
A chama ainda fumega
Tentando ainda sentir
O perfume da DEUSA GREGA.

LOURENÇO: Suzano-SP, 06 de setembro 2005

MEIA VOLTA

Tentando fazer história,
E analisando o passado,
Fui buscar na minha infância,
O que me deixou marcado,
A vida restrita e difícil,
Que fui condicionado.

Mais nem por isto fiquei,
Remoendo mágoas longas,
Por ser fraco fiz-me forte,
Navegando em novas ondas,
Tentando voar mais alto,
Buscando e fazendo sondas.

Não sonhei morar na lua,
Nem tão pouco em palacetes,
Sonhava ser bom cristão,
Ou até mesmo um bom cadete,
Sem querer ser personagem,
Com coroas ou enfeites.

Pra viver em harmonia,
Disto sempre fiz questão,
Já visitei outros pagos,
E a todos dando atenção,
Respeitando tudo e todos,
Com total dedicação.

Faço isto porque entendo,
Que a devo todos devem atenção,
Não me importa se é pobre,
Se tem coroa ou brasão,
O que importa é saber,
Que somos todos irmão.

Não fui além do limite,
E em tudo fui consciente,
Do analfabeto e mais rude,
Com todos fui paciente,
Dando-lhes oportunidade,
Sendo em tudo coerente.

Viajando penetrei,
Em culturas diferentes,
Observando os costumes,
E em tudo fui inerente,
Me colocando à serviço,
E de todos sendo serventes.

Dei meia volta por cima,
Jogando fora a poeira,
Não permaneci sentado,
Fazendo apoio a cegueira,
Remando com fé e força,
Mesmo contra a corredeira.

Lourenço
Suzano-SP, 04/04/2005

MINHA HISTÓRIA E MEU AGRESTE

Oi gente,
Estou com saudade desta
Terra e deste povo cortês, por isso Compus minha historia e vou
Cantar pra vocês:

Eu nasci neste agreste,
Vivi como camponês,
Abandonei minha terra,
Porém não foi de uma vez,

E fui pra cidade grande,
Fugindo das escassezes.

Vivi um longo período,
Sentindo saudades mil,
Sonhando com esta terra,
E com este céu de cor anil,

Andando nestes agrestes,
Deste amistoso Brasil.

Não foi por capricho meu,
E sim por coincidência,
Me desloquei pro sudeste,
Mesmo sem experiência,

E vivi por longo tempo,
Sentindo e sem consistência

Nove anos se passaram,
Só trabalho e correria,
Lá no Sudeste casei
E constitui família,

Em oitenta retornei,
Achando que ficaria.

Foram seis meses apenas,
Com tentativas em vão,
E deliberei retornar,
Com muita garra e ação,

Ficando definitivo,
no famoso rincão.

Não sou paulistano eu sei,
E nisto eu tenho confiança,
E do sotaque nordestino,
Eu guardo imensa lembrança,

A trinta e três anos vivendo,
Com saudade e esperança

Já estou condicionado,
Viver no meridional ,
Com baixas temperaturas,
Que é muito natural,

Mas não esqueço o meu clima.
Temperado e tropical.

Foram compostos esses versos
Para os conterrâneos meus
Que vivem como guerreiros
Com os sofrimentos seus.

Mas que se nutrem da fé
E da confiança em Deus.

Adão Lourenço Filho

MULHER É DADIVA

A mulher é uma planta,
De outra vegetação,
Afirmo com segurança,
E com muita convicção,
E se o mundo não reconhece,
É por falta de atenção.

A mulher sempre é do bem,
E isto não se contesta,
Se sofre nas mãos de um homem,
A sociedade o detesta ,
Pois a todo homem compete,
Tratar a mulher com festa.

A mulher compreendida,
Se compraz e é feliz,
Cuida bem dos seus filhinhos,
E pro marido assim diz,
Vivamos em harmonia
Pois o destino assim quiz.

No coração da mulher,
Sempre há espaço pro bem,
Se um homem não reconhece,
É pelo egoísmo que tem,
Quer ser forte mas é fraco,
E só o orgulho o mantém.

O homem deve enxergar,
Na mulher mais qualidades,
Ser menos pretensioso,
E ter mais sinceridade,
Tratando-a com mais carinho,
Com muita sobriedade.

Se a nobre vegetação,
De nossa flora brasileira,
Pudesse cantar aos ares,
Com poesia fagueira,
Que a mulher foi destinada,
Pra ser mais que companheira.

Nós homens devemos ver,
Na mulher mais qualidades,
Lhes devotando mais amor,
Carinhos e dignidade,
Transparência e atenção,
Com total fidelidade.

Lourenço
Suzano, março de 2005

OI ALAGOAS?

Falando de Alagoas,
Do seu clima seco e quente,
Seguindo qualquer estrada,
Com destino ao continente,
Ou margeando belas praias ,
De belezas permanentes.

Estando em palmeiras dos Índios,
A terra que exporta pinha ,
Importa mão-de-obra ,
Das cidades mais vizinhas ,
Cultivando seus pomares,
Para não perder a linha.

Seguindo rumo a batalha
Já na bacia leiteira,
Passando em Arapiraca,
Onde tem muito dinheiro ,
E gente bem hospitaleira.

Já em Penedo se encontra ,
Um pedaço da história ,
Tombado e o nome já diz,
O que todos tem na memória,
Preservando tudo ali,
Sem idéias predatórias

O meu Nordeste querido,
Terra de homem famoso,
Lugar de mulher bonita,
De coração generoso,
Cavalos de boa raça,
Veloz , tratado e fogoso.

Tão boa quanto Barretos,
As festas de vaquejadas,
Onde se formam os trios ,
De coragem invejadas,
Barbatão cavalo e homem,
Em fúrias desenfreadas.

Correm no fechado,
Com natureza selvagem ,
Só pensam com fé em Deus
Gozar prestígio e vantagem,
Somando mais qualidades,
Para guardar na bagagem .

Navegando o velho Chico
Até chegar em Piranhas,
Que o patrimônio tombou,
E é coisa que não se estranha,
Lá quem visita o museu,
Vê lenda, história e façanha.

Esta é minha Alagoas,
Quase escondida no mapa,
Não sei porque os poetas,
Não lhe destaca em capas,
Pois o que é bom e bonito,
Se conta em todas etapas.

Lourenço
Suzano-SP, 18/12/2004

SER HUMANO OU SER DA RUA

Sendo Cristão Verdadeiro,
A história se completa,
Você dá seu testemunho,
Seguindo por trilhas retas,
Realiza todos os sonhos,
E atinge todas as metas.

Olha pra o necessitado,
E dele tem compaixão,
Ao velo desamparado,
Na amarga situação,
Se esforça para livrar-lhe,
Da cruel segregação.

Faz esforço para livrar-lhe,
Da cruel, triste indigência,
Reflete se doa e ora,
E vivi na impaciência,
Luta reza pede, aclama,
Pra ele amor e decência.

E triste ver um cristão,
Passando fome na rua,
Mesmo sendo cidadão,
Morando na Pátria sua,
Excluído e segregado,
Fome e pele semi-nua.

É cruel ver quanto sofre,
O menos favorecido,
Sabendo que é nosso irmão,
Por todos quase esquecido,
Sem conforto pão e água,
E ainda perseguido.

E se isto não bastasse,
Ainda são espancados,
Isto com indiferença,
E por todos são rejeitados,
Muitos morrem por moléstias,
E outros assassinados.

O mundo repudiou,
A insolente tirania,
De um grupos de malfeitores,
Agindo na calmaria,
Ceifando-lhes a existência,
Da vida que ainda havia.

Foi uma triste notícia,
Que atravessou continente,
A imprensa noticiando,
Manchetes tão deprimentes,
Que só no Brasil se mata,
Em série os sobreviventes.

Clama-se a Deus toda hora,
Por um Brasil sem miséria,
Por homens bons que se livrem,
Da ambição da matéria,
Que sejam justos e honesto,
Mostrando que a Pátria é séria.

Lourenço

Suzano-SP, 19/07/2005

MÃE PALAVRA SUBLIME E ENVOLVENTE

Mãe que chora mãe que ri,
Mãe adotiva, mãe biológica,
Mãe estéril; mãe por excelência,
Mãe nobre, mãe plebéia,
Mãe culta, mãe rude,
Mãe letrada, mãe analfabeta,
Mãe escrava, mãe livre,
Todas são mães,
Mães que viram seus filhos nascerem,
Mães que não deixam seus filhos nascer,
Mães de todos quadrantes da terra,
Mães da praça da paz celestial,
Mães da praça vermelha,
Mães do 1º e do 3º mundo, não importa
Todas são mães,
Mãe que residem, mães que habitam,
Mães que desistem, mães que vão em frente,
Mães negras, mães loiras,
Mães estrangeiras, mãe brasileiras,
Mães da rua e das marquises,
Mães dos palacetes, mães das palafitas,
Mães do sul e mães do norte,
Mães das metrópoles, mães dos cerrados e das savanas,
Mães de Corumbiara e mães de Eldorado dos
Carajás,
Mães do Carandirú e mães da Cinelândia,
Todas são mães,
Mães alegres, mães tristes,
Mães do Iraque, mães da Bósnia Hezergóvina
Mães do Timor Leste, mães de Uganda,
Mães de Serra Leoa, mães da Grécia,
Mães da África,
Todas são mães,
Não importa a sua condição social ou
econômica,
E a exemplo da maior de todas as mães,
e que sendo de origem simples e humilde,
Oriunda de uma minúscula e insignificante,
cidade, encravada nas montanhas de Judá, nos,
deixou o maior legado da história. Seu filho modelo.

Jesus o Nazareno.

CARTA ABERTA AO MEU PAI

1- Não me dês tudo o que te peço. Às vezes meus pedidos querem ser apenas um teste para ver quanto posso pedir.
2- Não grites comigo. Eu te respeito menos quando o fazes, e me ensinas a gritar também e eu não queria fazer isto.
3- Cumpre as promessas que fazes, boas ou más; se me prometes um prêmio, deves concedê-lo, assim como castigo.
4- Não me compares a ninguém, especialmente com meus irmãos. Se me colocas acima deles, alguém vai sofrer. Se me colocas abaixo, eu é que sofro.
5- Não mudes de opinião a cada momento sobre o que devo fazer. Penses antes mantendo a decisão.
6- Deixa que eu faça, acertando ou errando. Se fazes tudo por mim, serei um eterno dependente.
7- Nunca pregues uma mentira, nem me peças que eu o faça. Isto criará em mim um mal estar e me fará perder a confiança em tudo que afirmas.
8- Quando te enganas em alguma coisa, admite-o francamente. Isto não te diminuirá a meus olhos, pelo contrário, te fará crescer e eu aprenderei a assumir minhas falhas.
9- Quando te deres contas de um problema meu, não digas que é bobagem, que o tempo corrige ou que não tens tempo. Eu preciso ser compreendido e ajudado.
10- Trata-me com a mesma cordialidade com que tratas teus amigos. Pelo fato de pertencermos à mesma família, não significa que não possamos ser amigos também.
11- Nunca ordenes que eu faça uma coisa quando tu mesmo não a fazes. Eu aprendi a fazer sempre e apenas aquilo que tu fazes e não aquilo que tu dizes.
12- Ensina-me a amar e a conhecer a Deus. Tudo o que ensinares a respeito de Deus nunca entrará em meu coração e em minha cabeça se tu não conheces nem amas a Deus.

Teu Filho

DESIDERATA

Siga tranquilamente entre a inquietude e a pressa, lembrando-se de que há sempre paz no silêncio.
Tanto quanto possível, sem se humilhar, mantenha boas relações com todas as pessoas.
Fale a sua verdade mansa e claramente e ouça a dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes, pois também eles tem sua própria história.
Evite as pessoas escandalosas e agressivas; elas afligem o nosso espírito.
Se você se compara com os outros, você se tornará presunçoso e magoado, pois haverá sempre alguém superior e alguém inferior a você.
Você é filho do Universo, irmão das estrelas e árvores.
Você merece estar aqui.
E mesmo sem, você perceber, a terra e o Universo vão cumprindo o seu destino.
Desfrute das suas realizações, bem como dos seus planos.
Mantenha-se interessado em sua carreira, ainda que humilde, pois ela é um ganho real na fortuna cambiante do tempo. Tenha cautela nos negócios, pois o mundo está cheio de astúcia; mas não se torne um cético, porque a virtude sempre existirá.
Muita gente luta por altos ideais e em toda parte a vida está cheia de heroísmos.
Seja você mesmo.
Principalmente não simule afeição, nem seja descrente no Amor, porque mesmo diante de tanta aridez e desencanto, ele é tão perene quanto a relva.
Aceite com carinho o conselho dos mais velhos e seja compreensivo com os arroubos inovadores da juventude.
Alimente a força dos espíritos que o protegerá no infortúnio inesperado, mas não se desespere com perigos imaginários. Muitos temores nascem do cansaço e da solidão e, a despeito de uma disciplina rigorosa, seja gentil para consigo mesmo.
Portanto, esteja em paz com Deus como quer que seja que você o conceba.
E, quaisquer que sejam os seus trabalhos e aspirações, na fatigante confusão da vida, mantenha-se em paz com sua própria alma.
Apesar de todas as falsidades, fadigas e desencantos, o mundo ainda é bonito. Seja prudente e faça tudo para ser feliz.

(Antiga inscrição, datada de 1684 descoberta em uma Igreja de Baltimore, EUA.

Tradução de Jehud Bortolozzi)

ABRAHAM LINCOLN

Mensagem ao homem do povo:
... e aos homens que dirigem ao povo

NÃO criarás a prosperidade se desestimulares a poupança. Não fortalecerá os fracos por enfraquecer os fortes. Não ajudarás o assalariado se arruinares aquele que o paga.
NÃO estimularás a fraternidade humana se alimentares o ódio de classes. Não ajudarás os pobres se eliminares os ricos. Não poderás criar estabilidade permanente baseada em dinheiro emprestado. Não evitarás as dificuldades se gastares mais do que ganhas.
NÃO fortalecerás a dignidade e o ânimo se subtraíres ao homem a iniciativa e a liberdade. Não poderás ajudar aos homens de maneira permanente se fizeres por eles aquilo que eles podem e devem fazer por si próprios.

ABRAHAM LINCOLN

O GRANDE HOMEM

Mantém seu modo de pensar, independentemente da opinião pública.
É tranquilo, calmo, paciente; não grita nem desespera.
Pensa com clareza, fala com inteligência... Vive com simplicidade.
É do futuro e não do passado.
Sempre tem tempo.
Não despreza nenhum ser humano.
Causa a impressão dos vastos silêncios da natureza: - O céu.
Não é vaidoso.
Como não anda a cata de aplausos, jamais se ofende.
Possui sempre mais do que julga merecer.
Está sempre disposto a aprender, mesmo das crianças.
Vive dentro do seu próprio isolamento espiritual, aonde não chega nem o louvor e nem a censura.
Não obstante, seu isolamento não é frio: ama, sofre, pensa, compreende.
O que você possui, dinheiro, posição social, nada significam para ele.
Só lhe importa o que você é.
Despreza a opinião própria tão depressa verifica o seu erro.
Não respeita usos estabelecidos e venerados pôr espíritos tacanhos.
Respeita somente a verdade.
Tem a mente de homem e coração de menino.
Conhece-se a si mesmo, tal qual é,
E... Conhece a Deus.

Dr. Celso Charuri

ANALFABETO POLÍTICO

O pior analfabeto é o analfabeto político.
Ele não ouve, não fala,
Nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe que o custo de vida,
O preço do feijão, do peixe,
da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticos,
O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia política,
Não sabe o imbecil que,
da sua ignorância política nasce a prostituta,
o menor abandonado,
o assaltante e o pior de todos os bandidos,
que é o político vigarista,
pilantra,
o corrupto e o lacaio das empresas nacionais e multinacionais.

Bertold Brecht
Dramaturgo e Poeta alemão
(Augsburg 1898 - Berlim 1956)

RETRATO DE MÃE

“Uma simples mulher existe que, pela imensidão de seu amor, tem um pouco de Deus;
e pela constância de sua dedicação, tem muito de anjo;
que, sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha, age com forças todas da juventude, quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da vida, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças;
pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama, e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre feridos pelos ingratos;
forte, entretanto estremece ao choro de uma criancinha, e, fraca, entretanto se alteia com a bravura dos leões;
viva, não lhe sabemos dar valor porque à sua sombra todas as dores se apagam, e, morta, tudo o que somos e tudo o que temos daríamos para vê-la de novo, e dela receber um aperto de seus braços, uma palavra de seus lábios.

Não exijam de mim que diga o nome dessa mulher, se quiserem que ensope de lágrimas este álbum: porque eu a vi passar no meu caminho.

Quando crescerem seus filhos, leiam para eles esta página: eles lhes cobrirão de beijos a fronte, e dirão que um pobre viandante, em troca da suntuosa hospedagem recebida, aqui deixou para todos o retrato de sua própria MÃE...”

Don Ramon Angel Jará - Bispo de La Serena - Chile

Tradução de GUILHERME DE ALMEIDA

VELHO RANZINZA

O que vocês vêem enfermeiros?... O que vocês vêem?
O que vocês estão pensando... quando estão olhando para mim?
Um homem casmurro,... não muito sábio,
Incerto de hábito… de olhos distantes?

Quem goteja sua comida... e não faz qualquer comentário.
Quando você diz em voz alta... “Eu gostaria que você tentasse!”
Quem parece não perceber... as coisas que você faz.
E sempre está perdendo... uma meia ou sapato?

Quem, resistindo ou não... lhe permite fazer como quiser,
Com o banho e a alimentação... o dia inteiro para preencher?
É nisso que você está pensando?... é isso ... o que você vê?
Então abra seus olhos, enfermeiro... você não está olhando para mim.

Vou lhe contar quem eu sou ... como continuo, ainda, sentado aqui,
Conforme posso fazer ao seu comando,... como comer à sua vontade.
Eu sou uma pequena criança de dez anos... com um pai e uma mãe,
Irmãos e irmãs... que se amam
Um rapaz de dezesseis... com asas nos pés
Sonhando que breve... uma amante ele vai encontrar.

Um noivo logo aos vinte... meu coração dá um salto.
Lembrando os votos... que eu prometi manter.
Aos vinte e cinco, agora... tenho minha própria juventude.
Quem precisa de mim para guiar... e um lar seguro feliz.

Um homem de trinta... minha juventude agora cresceu rápido,
Ligados um ao outro... com os laços que devem durar.
Aos quarenta, meus filhos pequenos... cresceram e se foram,
Mas a minha mulher está ao meu lado... para ver que eu não lamento.

Aos cinquenta anos, mais uma vez,... bebês brincam no meu joelho,
Mais uma vez, conhecemos as crianças... minha única amada e eu.
Dias sombrios estão sobre mim... minha mulher agora está morta.
Eu olho para o futuro... tremo de pavor.
Pois meus jovens estão todos criados... da sua própria juventude.
E eu penso nos anos... e no amor que eu conheci.
Eu sou agora um velho homem... e a natureza é cruel.
É piada para fazer a velhice... parecer uma tolice.
O corpo, ele se desintegra... graça e vigor, partem.

Existe agora uma pedra... onde uma vez eu tive um coração.
Mas dentro desta velha carcaça... um jovem ainda habita,
E agora e de novo... meu maltratado coração incha
Lembro as alegrias... eu me lembro da dor.
E eu estou amando e vivendo... a vida outra vez.
Eu acho que os anos, muito poucos... foram embora muito rápido.
E aceitar o fato gritante... que nada pode durar.

Então abram seus olhos, pessoas... abram e vejam.
Não um homem casmurro.
Olhe mais perto... veja... A MIM!

Quando um velho homem morreu na enfermaria de geriatria de um lar de idosos em uma cidade do interior da Austrália, acreditava-se que ele não tinha mais nada de qualquer valor.
Mais tarde, quando as enfermeiras estavam olhando seus poucos pertences, encontraram este poema. A sua qualidade e conteúdo impressionaram tanto a equipe que cópias foram feitas e distribuídas para cada enfermeira no hospital.
Uma enfermeira levou uma cópia para Melbourne ... O único legado do velho homem para a posteridade já apareceu nas edições de Natal de revistas em todo o país e figura nas revistas de Saúde Mental. Uma apresentação de slides também foi feita com base em seu simples mas eloquente poema.
E esse velho homem, com nada para dar ao mundo, é agora o autor deste poema "anônimo" navegando em toda a Internet.

Lembre-se este poema da próxima vez que encontrar uma pessoa mais velha que poderá deixar de lado sem olhar para a alma jovem dentro dela ... Vamos todos, um dia, estar lá, também! Por favor, compartilhe este poema. As coisas melhores e mais bonitas deste mundo não podem ser vistas ou tocadas. Elas devem ser sentidas pelo coração!

AMOR

Tenha certeza: nada vai nublar o amor que eu sinto por você! Nenhuma sombra, nenhuma nuvem será capaz de resistir à luz que brota do meu coração quando eu penso em você. E, você sabe, passo os dias e as noites, todos os dias e noites somente pensando em você!
Vejo você em meus sonhos e, também, na prosaica realidade, nas pequenas lembranças do nosso doce convívio: no filtro do seu cigarro esquecido no cinzeiro, na taça de vinho inacabada, que amanhece na sala; nos seus chinelos, sempre fora do lugar; e até no espelho, quando me olho e me sinto mais bonita e luminosa por conta do amor que lhe dedico e também sei receber de você!
Quando penso em você, o meu coração se alegra e só tem espaço para a luz e o amor!
Eu te amo. INFINITAMENTE!

RECONCILIAÇÃO

Você nem imagina quanta saudade eu sinto de você! Sinto demais a sua falta e me arrependo por termos discutido e brigado por tantos motivos fúteis.
Você é a razão da minha vida e, de agora em diante, se você aceitar o meu apoio farei de tudo para lhe ajudar, pois meu coração precisa de você para bater. Aliás, meu corpo todo sente a sua falta (e como sente!).
Não vamos deixar que os erros do passado contaminem para sempre a nossa relação, pois você sabe que eu amo você e acredito que a recíproca seja verdadeira.
Tenha esperança de que tudo vai melhorar: eu vou tentar ser melhor, mais bondosa e generosa a cada dia em relação a você, pois desejo que você volte o mais rápido possível, com um sorriso largo e com os braços e o coração abertos para mim.
A sua presença trará paz ao meu espírito e alegria para cada hora dos meus dias. Viver sem você deixa o céu sempre cinzento e o meu olhar sempre nublado. Reflita sobre estas minhas palavras. Elas são muito sinceras e estão regadas pelas minhas lágrimas de profunda saudade.
Vamos nos perdoar, amor.

CONFESSANDO O AMOR

Hoje alguma coisa me fez lembrar de fatos que aconteceram anos atrás. Naquela noite em que você resolveu pedir autorização a meu pai pra gente namorar. Seu pedido foi negado por simples intolerância do velho, ao não aceitar nosso namoro só por capricho.
Como aquela decisão era absurda, não deu em nada. Nós continuamos namorando, porque nos amávamos. Nossa relação seguiu seu curso, mesmo sem o consentimento de papai. E assim o nosso romance só fez fortalecer, mesmo sendo às escondidas.
O nosso amor cresceu ainda mais, apesar de não agradar meu pai, mas quando estava mais forte, por nada, você me abandonou sem motivo aparente. Um namoro cheio de altos e baixos, que teve de tudo, e um dia, você resolveu me deixar e desaparecer.
Apesar de não estarmos mais juntos, meu amor continua grande. Está vivo e forte, mesmo com sua ausência. Sonho com a reconciliação, pois sinto muita falta de você, de seus carinhos e da sua presença. Nosso amor é lindo e não pode terminar assim, eu acredito que você também me ama

BOM AMIGO

Um bom livro ou um bom disco. Há momentos em que a literatura e a boa música são excelentes companhias, mas nada substitui plenamente a presença de alguém tão querido e doce como você, que sabe estar presente no momento adequado, abrir a boca no momento propício (para dizer coisas inteligentes, sempre) e que, exatamente por isso, é a melhor companhia com a qual alguém pode contar.
Você é mesmo uma pessoa especial e é por isso que eu me sinto especialmente feliz em desfrutar da sua amizade, carinho e confiança.
Nos momentos em que me sinto só, lembro-me de você e de quanto é boa a sua companhia, sempre com um gesto bom ou uma palavra doce (até mesmo quando eu mereço levar "um puxão de orelhas!"), pois acontece que você é uma pessoa tão sincera e franca que até mesmo quando me faz "abrir os olhos", o faz com tanta delicadeza e ternura que eu acabo nem percebendo que acabei de levar uma bronca.
Esta sua habilidade em expôr seus pontos de vista sem ofender e sem abalar a minha confiança em você é que me faz senti-la cada vez mais amiga, uma pessoa imprescindível para mim!
Parafraseando o poeta, se todas as pessoas que se dizem amigas das outras fossem iguais a você, "que maravilha viver!"